Mooca
School of Rock

CONHEÇA A School of Rock

Mooca

Em breve a School of Rock vai chegar na Mooca! Entre em contato pelo   Whatsapp para mais informações

Canto

10 MANEIRAS DE CANTAR MELHOR COM MICROFONE

Você tem ótimos lugares para ver a sua banda favorita. As luzes diminuem, a banda começa e soa bem e o vocalista sobe ao palco. O vocalista se aproxima do microfone, canta a letra da música e o som que você ouve é embolado e abafado, simplesmente horrível. Isso não soa nada como os discos. O que está acontecendo?

Existem vários motivos pelos quais os vocais podem soar mal e muitos deles não têm nada a ver com o vocalista. Pode ser um microfone ruim ou o microfone errado. Pode ser que o técnico de som que está fazendo a mixagem esteja tendo um dia ruim. Pode ser que você esteja sentado em um ponto morto da casa de show. É claro que o vocalista pode ser a fonte do problema, mas se você seguir as dicas deste artigo, poderá evitar ser parte do problema.

POR QUE UMA BOA TÉCNICA DE MICROFONE FAZ A DIFERENÇA

O objetivo de um microfone de voz é reproduzir fielmente o som da voz para que possa ser amplificado e projetado em níveis que complementem o restante dos instrumentos. Existem cantores com vozes grandes o suficiente por natureza, como Lady Gaga, Beyonce, Ariana Grande e Justin Bieber, que mesmo sem microfone ainda conseguem soar bem ao lado da banda. Se você não é um deles, usar um microfone corretamente garantirá um bom som, te ajudará a poupar a sua voz e dará a oportunidade de aprimorá-la com reverb, delay, auto tune ou outros efeitos.

Técnicas de microfone inadequadas podem arruinar uma ótima performance vocal. Todos nós já ouvimos cantores que insistem em passar o microfone de uma mão para a outra, bater nele com os dedos ou posicioná-lo muito longe ou muito perto da boca. O resultado pode ser desde perturbador até doloroso. Se você não quer ser o problema, considere cuidadosamente as dicas a seguir e não deixe de praticar.

10 DICAS E TRUQUES PARA CANTAR COM MICROFONE

Os professores da School of Rock ensinaram milhares de vocalistas a se tornarem grandes cantores. Se você estiver apenas começando, procurando expandir seu alcance ou repertório ou mudando de gênero musical, nossos instrutores vocais profissionais podem trazer à tona seus talentos ocultos, e usar um microfone corretamente garantirá que você seja ouvido. Nossos professores sugeriram essas dicas para você começar:

SAIBA COMO SEGURAR UM MICROFONE

1. MANTENHA SUA MÃO NO CORPO DO MICROFONE

Se você é um vocalista popular que ganha um milhão de dólares por ano, pode se dar ao luxo de fazer um “mic drop”, ou seja, propositalmente deixar cair ou derrubar o microfone no chão. Caso contrário, você deve sempre segurar seu caro e frágil microfone com firmeza. Encontre uma pegada confortável e fique com ela. Aprenda a fazer isso com qualquer uma das mãos - alterne entre as músicas - para que sua mão não canse. A chave é não mexer os dedos ou a mão enquanto canta para não fazer barulho acidentalmente, causar aumentos ou diminuições indesejadas no volume ou apertar o botão de desligar sem querer. Além de encontrar um microfone adequado à sua voz, verifique se ele se adapta à sua mão - nem muito grosso nem fino - para que você possa segurá-lo confortavelmente ao longo de uma música de mais de 3 minutos.

2. NÃO SEGURE O MICROFONE COM AS DUAS MÃOS

É comum ver cantores pop segurando o microfone com as duas mãos. Eles fazem isso para reduzir o ruído externo e aumentar o tom médio e grave da voz. O problema é que isso tem um efeito mínimo de redução de outros ruídos e mexe totalmente com o tom e o volume. Também é provável que o sangue do engenheiro de som ferva, e ninguém quer que isso aconteça durante um show.

Se você está tentando produzir um determinado som, você ensaiou e seu engenheiro de som e a banda sabem o que esperar, então vale tudo, mas se você está procurando uma reprodução limpa da sua voz, atenha-se a uma pegada simples.

3. SEGURE O MICROFONE PRÓXIMO À BOCA EM UM  NGULO DE 45 GRAUS, LIGEIRAMENTE FORA DO CENTRO

A Shure, fabricante líder de microfones usados por profissionais nos últimos 70 anos e parceira da School of Rock, diz: “Hoje, 98% dos cantores pop NÃO usam o microfone corretamente. A posição correta é de um lado da boca, mas apontando para o centro da boca. Veja qualquer gravação de vídeo com Frank Sinatra ou Ella Fitzgerald. Esses grandes cantores sabiam usar um microfone corretamente.”

Segurar o microfone diretamente na frente da boca aumenta as chances de captar sons irritantes de P ou T ou de respiração. Segurar o microfone no ângulo correto, na distância correta e ligeiramente para o lado limita os sons estranhos e permite que o microfone capte o verdadeiro som da sua voz.

ENTENDA COMO A DISTâNCIA DO MICROFONE AFETA O SOM VOCAL

 

4. AFASTE O MICROFONE DURANTE NOTAS ALTAS

Se a mixagem de som estiver certa, você poderá ser ouvido claramente junto com a banda sem forçar a sua voz. Você não deve sentir que precisa cantar mais alto para ser ouvido. Há momentos em que sua voz pode ficar mais alta porque você mudou para um tom mais alto ou está cantando a letra, e isso pode exigir pequenos ajustes de posicionamento para não sobrecarregar o microfone.

Quando você sabe que seu volume vai aumentar, você pode afastar o microfone da boca para compensar, mantendo a posição adequada. Isso reduz o potencial de criar um som distorcido. Você precisará de prática para aprender o quanto você deve ajustar a posição do microfone.

5. APROXIME O MICROFONE PARA NOTAS GRAVES

Assim como é importante afastar o microfone da boca para ajustar o volume alto, também pode ser útil aproximar o microfone quando você sabe que vai cantar em um tom mais baixo.

Alguns vocalistas podem fazer esses ajustes simplesmente variando seu próprio volume, então não há necessidade de mover o microfone. Consultar um professor profissional pode te ajudar a encontrar a técnica certa e evitar danos à sua voz.

6. SEGURE O MICROFONE PERTO, MAS MANTENHA-O DE 3 A 5 CENTÍMETROS DE SEUS LÁBIOS.

Se o seu objetivo é a reprodução realista da sua voz, então o segredo é manter o microfone na mesma posição em relação à sua boca. A posição ideal é a indicada na dica nº 3 e cerca de 3 a 5 centímetros de seus lábios. Se você continuar movendo o microfone, o timbre (o tipo ou a qualidade) e o volume ou intensidade do som mudarão. Manter a pegada, o ângulo, a posição e a distância corretos proporciona um som consistentemente autêntico.

Há exceções e vamos discuti-las nas próximas duas dicas. E, como dito anteriormente, se o seu objetivo é algum tipo de som específico, então vale tudo.

 

SAIBA COMO CANTAR NO PALCO

7. USE A PASSAGEM DE SOM PARA VERIFICAR SE OS NÍVEIS ESTÃO CORRETOS

Cantar no ambiente controlado de um estúdio ou em um local pequeno é muito diferente de cantar no palco em um local maior. Uma verificação de som completa dá a você (e à pessoa responsável pelo som) a chance de garantir que os níveis estejam perfeitos. Certifique-se de ser ouvido nos monitores e de que o microfone esteja em uma boa posição para você, para que você não toque com o pedestal do microfone quando for a hora do show. Durante uma passagem de som, nunca tenha medo de falar se você sente que algo não parece certo.

Importante: não faça uma passagem de som sem aquecer sua voz adequadamente. Você precisa estar com a voz aquecida a plenos pulmões para se aproximar de sua performance ao vivo para que os níveis possam ser equilibrados. Nossos professores sugerem esses aquecimentos vocais para preparar sua voz para a apresentação.

8. USE UM PEDESTAL PARA MANTER O MICROFONE ESTÁVEL

Ficar parado no palco e cantar em um microfone em um pedestal pode ser muito chato de se ver, a menos que você seja um cantor de apoio ou toque um instrumento. É melhor dar um pouco de vida à sua performance vocal sendo fisicamente ativo e se conectando com diferentes partes do seu público. Se você está cantando uma balada dramática onde o movimento pode ser uma distração, ou se você está tocando seu instrumento e precisa de suas mãos livres, um pedestal de microfone é obrigatório.

Certifique-se de que ele está ajustado na altura certa e posicionado de forma que não interfira em nenhum dos seus movimentos. Se você planeja usar um pedestal para uma música e não para a próxima, certifique-se de ter um “ajudante de palco” para tirá-lo do caminho. Configure e trate o pedestal como se fosse sua mão segurando o microfone, mantendo uma boa postura, distância e ângulo adequados. E, mais uma vez, pratique o uso do pedestal para parecer profissional. É fácil bater no pedestal, puxar ou tropeçar no cabo do microfone ou, na pior das hipóteses, derrubar o pedestal se você não estiver completamente confortável com ele.

9. PROJETE SUA VOZ NO MICROFONE COMO SE ELE NÃO ESTIVESSE ALI

Vale a pena repetir que o objetivo de um microfone é permitir que você cante com uma voz normal e não se esforce para ser ouvido. Se você tiver aulas ou praticar sem microfone, não mude repentinamente sua técnica porque agora você está usando um. Apenas cante naturalmente e deixe o microfone fazer o trabalho.

Sua voz é o seu instrumento e você precisa cuidar dela assim como os músicos cuidam de seus instrumentos. Uma boa analogia pode ser cuidar da sua voz como os atletas cuidam de seus corpos. Siga o conselho de um professor profissional para te ajudar a entender os limites da sua voz, como evitar muito esforço e como melhorar sua respiração e resistência. Os professores da School of Rock desenvolveram uma lista de dicas para manter a sua voz saudável.

10. EVITE FICAR MUITO PERTO DOS ALTO-FALANTES

Deixamos a dica mais óbvia para o final… evite feedback! Feedback é aquele ruído ensurdecedor, assustador e irritante que acontece quando um microfone e um alto-falante ficam muito próximos. O som é projetado para fora do alto-falante e de volta para o microfone em um loop crescente sem fim. Você pode ver uma representação visual disso se segurar um espelho contra outro espelho para poder ver um número infinito de reflexos.

Se você estiver em um local pequeno, pode evitar o problema não andando pra lá e pra cá. Se você estiver em um local maior e não planeja ficar parado em um só lugar, use a passagem de som para percorrer o palco e ver onde estão as áreas seguras. Então, durante a apresentação, permaneça dentro desses limites. Quando você se assustar com o feedback, e isso vai acontecer, ele pode ser atenuado ao colocar a sua mão ou corpo entre o microfone e o alto-falante até que você possa voltar para uma área segura.

PERGUNTAS FREQUENTES SOBRE COMO CANTAR COM UM MICROFONE

Qual é o MELHOR MICROFONE PARA CANTAR?

A resposta mais simples é o microfone que faz você soar melhor. Uma resposta mais detalhada está além do escopo deste artigo porque existem muitas marcas e tipos diferentes de microfones, mas aqui estão algumas dicas. Um bom ponto de partida pode ser ver que tipo de microfone seus cantores favoritos usam, supondo que você tenha um estilo semelhante. O microfone que seu vocalista de metal favorito usa pode não ser o certo para você se você cantar baladas muito mais suaves.

Um microfone, o Shure SM58 é o microfone mais usado para vocais ao vivo. É capaz de aguentar uma surra e é bom para remover ruídos indesejados e ambiência. O SM58 é barato, tem sido usado por muitos artistas importantes em palcos de todo o mundo e produz vocais precisos e claros.

O QUE É “COMER” OU “BEIJAR” O MICROFONE?

"Comer” ou “beijar” o microfone é quando você pressiona os lábios diretamente contra ele. Embora isso seja visto frequentemente em shows de rock, você deve evitá-lo, a menos que esteja procurando por um efeito específico. Estar muito perto do microfone pode aumentar o volume e resultar em um som distorcido. Cantar com os lábios diretamente no microfone pode interferir na pronúncia e fazer você soar embolado.

O MICROFONE MUDA A SUA VOZ?

Em um mundo perfeito, microfone, cabos, amplificadores e alto-falantes não mudariam sua voz em nada. Um ouvinte não seria capaz de dizer a diferença entre a performance acústica ao vivo ou a performance amplificada além da diferença de volume.

A realidade é que um som amplificado sempre será um pouco diferente. Por exemplo, mesmo o amplamente utilizado Shure SM58 melhora ligeiramente a extremidade superior do espectro vocal, resultando em um som mais nítido. A quantidade de diferença entre sua voz real e a voz amplificada pode ser minimizada ou maximizada, dependendo primeiro do microfone que você escolher e, em seguida, de todas as outras escolhas feitas no sistema de amplificação, incluindo quaisquer efeitos especiais usados, como reverb ou autotune. Até mesmo a área ou o salão podem afetar a forma como você soa quando o som sai do alto-falante.

POSSO APRENDER A CANTAR SEM NUNCA PRECISAR DE UM MICROFONE?

Sim, você pode treinar sua voz para minimizar ou eliminar a necessidade de usar um microfone em alguns casos. Ouça ópera ou cantores da Broadway. No passado, esses gêneros raramente usavam microfones e muitos artistas desenvolveram vozes notoriamente extravagantes para preencher o salão e se projetar sobre a orquestra. No entanto, cantores de rock não costumam cantar em salas com acústica perfeita e estão competindo com instrumentos amplificados (tocados por músicos que gostam de fazer barulho) que podem não ter as nuances de uma orquestra ao vivo. Portanto, considere o microfone como um companheiro do seu instrumento. Tente não ser dependente dele, mas não tenha medo e não o evite. Use-o para proteger, aprimorar e amplificar sua voz. Todos os professores de canto da School of Rock são músicos e educadores profissionais treinados que podem ajudá-lo a desenvolver e aumentar a confiança em sua voz. A School of Rock oferece aulas individuais, além da oportunidade de cantar com uma banda no palco em nossos programas de performance.

SOBRE O AUTOR

Larry Perlstein é um dos proprietários da School of Rock West Hartford, em Connecticut. Saiba mais sobre como abrir sua própria unidade da School of Rock clicando aqui