Lapa-Vila Leopoldina
School of Rock

CONHEÇA A School of Rock

Lapa-Vila Leopoldina

CURSOS DE FÉRIAS PARA CRIANÇAS DE 5 A 12 ANOS!
AULAS PARA TODAS AS IDADES E NÍVEIS MUSICAIS! MARQUE SUA AULA EXPERIMENTAL GRATUITA
  Fale Conosco e encontraremos o programa adequado (WhatsApp)

indústria da música

O GUIA DEFINITIVO PARA SE APRESENTAR NO PALCO

Lembra da primeira vez que você foi a um show e pensou: “Eu quero fazer isso”? Ou talvez o show tenha inspirado você a praticar e escrever mais, ou a formar uma banda ou pegar um instrumento pela primeira vez. Pense em alguns dos shows mais memoráveis que você já assistiu. Quais bandas você pagaria quase qualquer valor para ver? Agora pense, o que há nessas bandas e shows que realmente se destacaram para você? O que você gostaria de tirar disso e adicionar às suas próprias apresentações? Qual é o poder da presença de palco? Como isso pode afetar a qualidade de um show e a experiência do público? Por que é benéfico avaliar seu desempenho?

Neste artigo, discutiremos todas essas questões e definiremos o que é uma boa presença de palco e uma boa performance, observando exemplos de algumas das maiores apresentações de todos os tempos. Além disso, também discutiremos estratégias, dicas e truques nos quais você pode começar a trabalhar hoje.

Então, o que é uma boa apresentação no palco? Uma boa apresentação no palco é quando você e a sua banda se sentem confortáveis o suficiente para se divertir e se conectar com seu público. E, claro, para poder tocar música, mas isso é óbvio.

O QUE É UMA BOA APRESENTAÇÃO NO PALCO?

A apresentação do Queen no Live Aid em 1985 é considerada uma das maiores apresentações ao vivo de todos os tempos e "agora pode ser oficialmente considerada a apresentação ao vivo favorita do mundo" de acordo com ticketsourse.com, com "136.901.330 visualizações no YouTube, 4.812.000 pesquisas anuais no YouTube e 1.427.500 pesquisas anuais no Google.” (As melhores apresentações ao vivo do mundo por Andrew Stuckey).

Então, O QUE A TORNOU TÃO BOA?

  1. Eles tinham um comediante para fazer o aquecimento do público. Dica profissional: conte suas piadas para seus amigos antes de contar para o seu público.
  2. Desde o início, a banda interagiu e convidou o público a fazer parte da experiência.
  3. Com tantos fatores e variáveis, não há problema em ajustar sua forma de cantar e tocar de um jeito que funcione para a apresentação ao vivo, não apenas seguindo a forma como a gravação soa. Essa apresentação claramente tem algumas variações da gravação original, mas elas ainda se comunicam e se mantêm sincronizadas.
  4. A banda se movimenta pelo palco. Eles não ficam apenas parados (exceto o baterista, é claro).
  5. Eles fazem transições tranquilas e planejadas entre as músicas.
  6. Eles têm momentos interativos com o público. E a banda interage entre si.
  7. Se eles estivessem tendo um dia ruim, você não saberia porque a banda parece empolgada por estar lá.

Confira um vídeo dessa apresentação para ver o que mais você percebe que faz o Queen se destacar como músicos e artistas.

VAMOS A OUTRO EXEMPLO.

A apresentação de Jimi Hendrix no primeiro Woodstock é a maior apresentação de todos os tempos de acordo com a Billboard. É difícil encontrar filmagens do set completo, mas vamos ver o que tornou essa performance tão boa.

  1. Estilo, estilo, estilo. O estilo rock 'n' roll dos anos 60 e 70 nunca é demais. Ok, de volta à música.
  2. Movimento. A banda toda está realmente curtindo. Ninguém está parado lá apenas.
  3. Uma grande habilidade que Jimi e a banda trazem é a capacidade de se apresentar livremente, seja solando, tocando músicas preparadas ou improvisando.
  4. Eles estão todos 100% presentes e envolvidos naquele momento.
  5. Às vezes, Jimi interage e agradece ao público.

Confira os sets de Jimi e de outros artistas do primeiro Woodstock para ver o que os tornou ícones musicais daquela época

VAMOS A MAIS UM EXEMPLO.

Rock & Roll Hall of Famers, Sly and the Family Stone, no Harlem Cultural Festival em 1969.

  1. Essa apresentação tem uma abordagem um pouco diferente. A banda toca do seu próprio jeito já na primeira música.
  2. Cada membro da banda é posicionado para igual visibilidade do público e cada um tem um momento de destaque.
  3. Cinco dos sete membros da banda cantam.
  4. Movimentam-se naturalmente e estão presentes no momento.
  5. Um dos membros da banda reveza entre cantar e tocar trompete. Que profissional!
  6.  A franja já está de volta?

Confira os sets de Sly e de outros artistas do Harlem Cultural Festival para ver o que os tornou ícones musicais da época.

COMO SE APRESENTAR BEM NO PALCO

Pense “PSV”!

PRATIQUE

SEMPRE

VISUALIZE

Lembre-se, tocar músicas com a sua banda e apresentações de qualquer tipo são coisas divertidas! Mesmo que você se sinta um pouco ansioso, parte da diversão é canalizar essa energia para a sua apresentação e descobrir um novo lado de si mesmo.

DICAS E TRUQUES DE APRESENTAÇÃO NO PALCO:

  1. Interaja com o público. Se você se sentir intimidado em olhar para o público, olhe logo acima da última fileira. Ainda vai parecer que você está olhando para o público. Talvez até acene para um amigo imaginário.
  2. Tenha um personagem no palco. Muitos artistas famosos têm um personagem ou um nome artístico. Alguns artistas gostam de se tornar uma versão mais elevada de si mesmos. Alguns gostam de assumir uma personalidade completa, como David Bowie como Ziggy Stardust, Beyoncé como Sasha Fierce e Vincent Damon Furnier como Alice Cooper. Mesmo que você se sinta confortável em ser apenas o seu eu cotidiano no palco, certifique-se de ser a versão artista de si mesmo.
  3. Interaja com os outros membros da banda.
  4. Considere o fluxo de energia e a dinâmica do seu setlist.
  5. Mas como me divertir se estou ansioso? Faça uma loucura! Mas dentro dos limites, é claro. Tenha algum tipo de acessório. Os Flaming Lips costumam ir para a multidão em uma bolha inflável. Você obviamente não pode fazer isso. Mas aqui vai uma ideia: uma das bandas Allstars tinha bolas de praia e uma palmeira que eles jogavam na multidão.
  6. Veja o local do show. Conheça seu público. Seu público parece querer estourar os ouvidos (enquanto usa protetor auricular, é claro)? Ou é um grupo que pode querer apreciar um nível de som moderado?
  7. Na passagem de som, toque uma música que não esteja no seu set list. E faça algum tipo de passagem de som ou verificação em linha. Você não quer gastar as primeiras músicas descobrindo os níveis usando algum tipo de linguagem de sinais não universal. E, não toque o riff ou groove principal da sua música logo antes de tocá-la.
  8. Sempre apoie as bandas dos seus amigos. Quando os outros grupos estiverem tocando, dê o exemplo ficando na frente. Então, não apenas outras pessoas se juntarão a você, mas seus amigos farão o mesmo por você.
  9. Seja respeitoso com as pessoas que estão tocando.
  10. Nem tudo é sobre você. É sobre você, mas não é TUDO sobre você. Aproveitem a experiência juntos.

DICAS ADICIONAIS PARA VOCALISTAS

  1. Você pode se sentir um pouco isolado lá na frente e no centro. Assista a vídeos de seus cantores favoritos para ter ideia do que você pode fazer. Se você estiver com dificuldades, segure o microfone em uma mão e o cabo do microfone na outra (verifique se há emaranhados e também o comprimento do cabo). Em seguida, mova-se junto com a música. Caminhe de um lado do palco para o outro. Vá dizer “oi” para o guitarrista ou baixista. Quando for uma música que todo mundo conhece, estenda o microfone para a multidão para que eles possam cantar juntos.
  2. Escreva suas letras no papel repetidamente até que você não precise parar e pensar sobre isso.
  3. Dê um passo para trás se alguém estiver tocando um solo.
  4. Realmente pense sobre as letras e o que elas significam para você, e expresse isso ao se apresentar.

Não se esqueça de aquecer com antecedência! Confira nosso guia de aquecimento vocal para cantores para algumas ideias.

DICAS ADICIONAIS PARA GUITARRISTAS E BAIXISTAS

  1. Dê um passo à frente se estiver tocando um solo.
  2. Verifique três vezes o seu case para ter certeza de que você tem tudo.
  3. Não se esqueça de afinar seu instrumento antes de subir no palco e verificar sua afinação entre as músicas. Algumas pessoas gostam de ter o afinador preso ao cabeçote voltado para trás para que possam verificar discretamente a afinação durante o show. Algumas pessoas têm um afinador em sua pedaleira.
  4. Tente olhar para o público ao invés de olhar para a guitarra ou para o baixo.

Precisa de ajuda para afinar como um profissional? Confira nosso artigo sobre afinar guitarras para algumas dicas.

DICAS ADICIONAIS PARA TECLADISTAS E PIANISTAS

  1. Verifique três vezes o seu case para ter certeza de que você tem tudo.
  2. Faça aquecimento dos dedos!
  3. Tente olhar para o público ao invés de olhar para o teclado.
  4. Só porque você está tocando um instrumento mais formal, não significa que você não possa fazer um groove.

Confira os vídeos dessas performances e gravações da School of Rock. Os tecladistas mais legais de todos os tempos!

DICAS ADICIONAIS PARA BATERISTAS

  1. Está tendo dificuldade em lembrar o andamento da próxima música? Respire fundo e cante o refrão em sua cabeça.
  2. Tenha cuidado ao usar pulseiras largas, mangas compridas largas, colares compridos ou peças com franjas. Mantenha seu espaço livre para movimento.
  3. Tenha literalmente uma lista de tudo que você precisa. Não seja aquela pessoa que precisa de um suporte de caixa emprestado, ou coisa pior.
  4. Tente olhar para o público ao invés de olhar para a bateria.

Precisa de ajuda para afinar sua bateria? Confira nosso guia sobre como afinar sua bateria.

MELHORE SUAS HABILIDADES DE APRESENTAÇÃO NO PALCO COM JAM SESSIONS

As jam sessions são uma ótima maneira de conhecer outros músicos, desafiar a si mesmo, ganhar confiança no palco e, dependendo do cenário, escrever novas músicas. Aqui estão algumas coisas para se pensar ao participar de uma jam session.

  1. Vá em frente! Você pode se sentir nervoso ou intimidado pelos outros músicos, mas desde que você seja legal e respeitoso, eles ficarão felizes por você se juntar a eles.
  2. Preste muita atenção aos outros músicos para sinais, mudanças e tempos para solo ou combinação.
  3. Seja positivo e tenha a mente aberta.
  4. Respeite a pessoa que está organizando a jam session. Você quer criar uma fama de alguém com quem é bom trabalhar. Se você não gosta da maneira como a jam está sendo executada, pode organizar a sua própria jam em um local diferente.

Então, como você está se sentindo? Espero que você consiga aplicar algumas dessas estratégias e dicas em sua próxima apresentação, e se sinta inspirado para subir no palco. Na verdade, por que não anotar de 4 a 6 ideias que você aprendeu nesse artigo e como planeja usá-las em sua próxima apresentação? Anotar as coisas é uma ótima maneira de agir e lembrar o que você aprendeu. Existem obviamente outros métodos que bandas e artistas usam para entreter seu público. Mas, nesse artigo, nós queríamos focar em estratégias para uma apresentação básica.

PRONTO PARA LEVAR SUAS HABILIDADES DE APRESENTAÇÃO NO PALCO PARA O PRÓXIMO NÍVEL?

Se você está intrigado com tudo isso, mas não toca um instrumento ou não tem uma arte performática, confira os programas musicais da School of Rock. A School of Rock é uma escola de música para todos os níveis, idades e aspirações musicais. O Programa de Performance é o programa musical de marca registrada da School of Rock. Utilizando o método da School of Rock, o Programa de Performance consiste em um ensaio semanal em grupo, onde os alunos aprendem tocando as músicas mais icônicas do rock com uma banda composta por seus colegas. Os alunos recebem músicas e partes adaptadas a eles com base em sua idade, experiência e capacidade de aprender novas habilidades e conceitos. Os alunos então trabalham suas partes em aulas semanais de música particulares e refinam as habilidades e os conceitos que essas músicas apresentam. O objetivo deste currículo é preparar os alunos para apresentações ao vivo. A cada poucos meses, os alunos do Programa de Performance sobem ao palco e tocam em casas de shows locais para um público ao vivo.

SOBRE O AUTOR:

Katie Farmer é a gerente geral da School of Rock Santa Clarita. Katie está na School of Rock desde 2015 como coordenadora de estúdio, professora de bateria, diretora de shows e coordenadora de turnê em cinco turnês AllStar da School of Rock. Ela esteve no palco e nos bastidores durante toda a sua vida através do teatro, cinema, dança e música.