Lapa-Vila Leopoldina
School of Rock

CONHEÇA A School of Rock

Lapa-Vila Leopoldina

CURSOS DE FÉRIAS PARA CRIANÇAS DE 5 A 12 ANOS!
AULAS PARA TODAS AS IDADES E NÍVEIS MUSICAIS! MARQUE SUA AULA EXPERIMENTAL GRATUITA
  Fale Conosco e encontraremos o programa adequado (WhatsApp)

Educação musical

O ROCK ABRAÇA: TODOS PELA VIDA

Aqui no Brasil, desde 2014, o mês de Setembro é totalmente dedicado à prevenção do suicídio. Pois infelizmente, essa é hoje uma triste realidade que atinge o mundo todo, chegando a ser uma das principais causas de morte de jovens entre 15 e 29 anos.

Esse tema ainda é um tabu em muitos lugares, mas estamos aqui para mostrar como é importante falar sobre o assunto para que as pessoas que estejam passando por momentos difíceis possam buscar ajuda e entender que a vida SEMPRE será a melhor escolha.

Mas por que amarelo?

O Setembro Amarelo começou nos EUA, quando o jovem Mike Emme, de 17 anos, cometeu suicídio. Mike era um rapaz muito habilidoso e restaurou um automóvel Mustang 68, pintando-o de amarelo. Seus pais e amigos não perceberam que o jovem tinha sérios problemas psicológicos e não conseguiram evitar sua morte.

No dia do velório, foi feita uma cesta com muitos cartões decorados com fitas amarelas. Dentro deles tinha a mensagem "Se você precisar, peça ajuda.". E os cartões chegaram realmente às mãos de pessoas que precisavam de apoio. Em consequência dessa triste história, foi escolhido como símbolo da luta contra o suicídio, o laço amarelo.

Todos nós devemos atuar ativamente na conscientização da importância que a vida tem e ajudar na prevenção do suicídio, tema que ainda é visto como tabu.

COMO PODEMOS AJUDAR 

Muitas pessoas ao se depararem com outras em momento de fragilidade não sabem como agir. Elas pensam: "Nunca passei por isso, afinal, o que posso fazer?"

Trouxemos aqui ações que de acordo com a Associação Brasileira de Psiquiatria – ABP, em parceria com o Conselho Federal de Medicina – CFM, vão te ajudar a passar por essa situação.

Não desista de ajudar, mostre que você se importa e não julgue nem menospreze os sentimentos do outro. Acima de tudo, se você conhece uma pessoa que precisa de ajuda encoraje-a a conversar com um profissional. 

EM UMA CONVERSA

• Em primeiro lugar, ouça com atenção o que a pessoa está sentindo;
• Não julgue, não tenha preconceito;
• Não dê conselhos: “você precisa sair mais de casa”, “você precisa esquecer isso...”;
• Demonstre que é alguém de confiança;
• Não faça comparações;
• Não mude de assunto, nem faça comentários do tipo: “Se anime”, “Tudo vai ficar bem”;
• Não ria ou faça piadas;
• Não hesite em questionar a ideia de suicídio: “você pensa em morrer?”.

Ações que salvam vidas:

• Acompanhe ao psiquiatra ou psicólogo. Ambos os profissionais também fazem atendimento online em sites especializados;
• Encaminhe ao serviço médico e peça ajuda a um profissional de saúde;
• Não deixe a pessoa sozinha, portas não devem ser trancadas;
• Fique atento aos sinais e acredite em ameaças;
• Não deixe a pessoa próxima de meios letais, isso reduz o risco imediato.

COMO A MÚSICA PROMOVE O BEM-ESTAR

A música pode ser a chave para prevenção a suicídio e depressão, mas você sabe como a música estimula o nosso cérebro? 

Quando ouvimos música, as ondas ali emitidas fazem nossos tímpanos vibrarem. Esse movimento é traduzido em uma cadeia de sinais que atingem o nosso córtex auditivo. Então, o som é analisado e percebido através do volume, tom, timbre, ritmo, harmonia, ressonância e localização espacial. Especialistas traduzem essa ação como uma grande comunicação entre todas as áreas do cérebro. Afinal, quando o som atinge nosso sistema auditivo, outras áreas cerebrais são ativadas. Entre elas, as responsáveis pelas nossas emoções, pela memória, pela concentração e até mesmo pela movimentação.

Além disso, estudos demonstram que a música é capaz de estimular a liberação da dopamina, um tipo de neurotransmissor. Essa substância atua de diferentes formas no sistema nervoso e se relaciona com o humor e o prazer. É por isso que ficamos de bem com a vida enquanto ouvimos nossa playlist favorita.

 

Por esse motivo, muitos médicos, terapeutas e educadores físicos vêm utilizando a música como ferramenta auxiliar em diversos tipos de tratamentos. Além de um ótimo momento de lazer, a música também proporciona efeitos terapêuticos, traz estímulos às áreas do cérebro e desperta os potenciais da aprendizagem.

Confira uma matéria muito legal da revista Caras sobre como a música ajuda na saúde mental! 

 

 

Lembre-se: você não precisa passar por tudo sozinho(a). Juntos somos mais fortes!!
O combate e prevenção ao suicídio não deve acontecer somente durante o mês de Setembro. Todo dia é dia de lutar pela vida!

A comunidade School of Rock traz a #orockabraça para que você ou alguém que você conheça, que esteja passando por um momento de dificuldade, sinta-se abraçado e saiba que falar é a melhor solução. Você não está sozinho, o rock abraça!