Brooklin-Campo Belo
School of Rock

CONHEÇA A School of Rock

Brooklin-Campo Belo

VEM PRA BANDA! AGENDE UMA EXPERIÊNCIA SCHOOL OF ROCK AGORA MESMO!   CLIQUE AQUI PARA SABER MAIS!

Bateria

Como Afinar a sua Bateria

Um dos aspectos mais esquecidos e incompreendidos da bateria é a sua afinação. Embora a bateria geralmente não seja afinada em tons específicos, ela precisa ser afinada para produzir sons claros e completos.

Aprender a como afinar o seu set de bateria fará com que soe melhor e te incentivará a tocar com mais frequência. Com a afinação apropriada, até um kit de bateria de iniciante pode soar muito bem.

Clique em uma seção abaixo para aprender mais sobre como afinar a sua bateria:

1. O que você precisa antes de afinar a sua bateria
2. As partes do tambor
3. Como afinar a sua bateria passo a passo
4. Tabela de afinação da bateria
5. Dicas para afinação da caixa
6. Dicas para afinação do bumbo
7. Dicas para afinação dos tons
8. Afinação de bateria para diferentes estilos musicais

O QUE VOCÊ PRECISA ANTES DE AFINAR A SUA BATERIA

A afinação da bateria requer apenas dois itens básicos:

1. Chave de afinação. A primeira coisa que você vai precisar para afinar a sua bateria é uma chave de afinação. A chave de afinação é uma ferramenta pequena usada para apertar ou afrouxar os parafusos de afinação que controlam o som do tambor.

Apertar os parafusos de afinação faz com que o tom do tambor aumente; afrouxar parafusos de afinação baixará o tom. As chaves de afinação também podem ser usadas para ajustar a ferragem, como a máquina de chimbal e os pedais do bumbo.

2. Baquetas. Você vai precisar de baquetas para bater nas peles conforme você as afina.

Voltar ao início

DICA PROFISSIONAL: LEVE SEMPRE A SUA CHAVE DE AFINAÇÃO!

Embora não seja necessário, alguns bateristas usam duas chaves ao afinar as peles da bateria para que possam afinar os lados opostos da pele ao mesmo tempo, dando a elas a mesma tensão. Drum techs profissionais (as pessoas que montam e mantêm os sets de bateria para bandas de nível profissional) às vezes usam uma plataforma giratória, que permite que eles girem o tambor com facilidade enquanto ajustam a afinação.

AS PARTES DO TAMBOR

 A bateria é um instrumento de percussão. Seu som é produzido quando uma pele é acertada ou pela mão, por uma baqueta ou pelo batedor. As pessoas tocam bateria há milhares de anos, mas nós consideramos que a bateria moderna não foi desenvolvida até, mais ou menos, os anos 20.

Com o surgimento do pedal de bumbo e o desenvolvimento do chimbal, os bateristas finalmente tiveram tudo o que precisavam para conduzir uma banda. Os próprios tambores evoluíram de pele de animais presas por uma corda a um sistema moderno que usa várias partes.

Para entender completamente como o tambor funciona, primeiro você precisa entender quais são as suas diferentes partes e o que elas fazem.

Observe cada um dos itens a seguir conforme você monta o seu set de bateria:

AROS

O aro da bateria é uma peça de metal redonda que segura as peles do tambor. Os aros da caixa e do bumbo às vezes são feitos de madeira. Cada tambor normalmente tem um aro superior e um inferior, um para cada pele.

CASCO

O casco é o corpo de madeira do tambor. Maple, birch, oak, cherry, e mahogany são tipos de madeira comuns usadas nas baterias. Cada tipo de madeira produz um tom levemente diferente. Alguns tambores têm um acabamento natural, de madeira laqueada e outros têm um revestimento, um material sintético colorido que é muito duradouro. Os cascos da caixa também podem ser feitos de metal. Isso dá à caixa um som mais alto e mais brilhante.

PARAFUSOS DE TENSÃO

Os parafusos de tensão são colocados através dos aros e apertados ou afrouxados para atingir o som que você deseja. Uma das extremidades do parafuso de tensão é rosqueada; a outra tem uma cabeça quadrada. Como você pode imaginar, os parafusos de tensão tensionam as peles. Ao afiná-las, você vai precisar ajustar a tensão de maneira uniforme em todos os parafusos de tensão. Se uma parte do tambor estiver frouxa e outra apertada, o tambor não vai produzir um bom som.

CANOAS

As canoas são fixadas ao casco do tambor e a parte rosqueada do parafuso de tensão é inserida na canoa. A maioria dos tambores têm oito ou 10 canoas. Alguns tambores mais antigos podem ter seis. O número de canoas pode afetar a estabilidade da afinação e o som do tambor.

GARRAS

Os bumbos têm garras. As garras são peças de metal que se encaixam nos aros para prendê-los ao casco. Os parafusos de tensão são colocados através dos buracos nas garras e, em seguida, são rosqueados nas canoas e apertados.

PELES DE RESPOSTA

A pele que fica embaixo do tambor é chamada de pele de resposta. A pele de resposta vai moldar os tons ou a ressonância do tambor. Peles de resposta mais finas são mais ressonantes, enquanto as mais grossas têm um som mais encorpado. Já que a pele de resposta não é diretamente atingida, elas duram mais do que as peles batedeiras mas, eventualmente, elas vão se desgastar e precisarão ser trocadas.

PELES BATEDEIRAS

A pele que fica na parte de cima é a pele batedeira. Ela controla o ataque e os harmônicos (os tons indesejados) do tambor. Peles batedeiras podem ser de camada simples ou dupla. As peles de camada simples trazem um som alto e mais brilhante, mas têm uma durabilidade menor que a de camada dupla. Peles batedeiras também podem ou não ter um revestimento. As peles com revestimento geralmente têm um som mais seco e mais “aveludado”.

FUROS DE RESPIRO

Furos de respiro podem ser facilmente esquecidos mas, na verdade, eles são muito importantes ao pensar sobre como os tambores funcionam. Esses pequenos buracos de ar são construídos dentro dos tambores e permitem que o ar escape do casco do tambor quando ele é acertado. Isso permite que os tambores “respirem” conforme as vibrações da pele ressoam. Os furos de respiro também melhoram a dinâmica das baquetas no tambor.

Voltar ao início

COMO AFINAR A SUA BATERIA PASSO A PASSO

Afinar a sua bateria leva apenas alguns minutos, mas é um tempo bem gasto. Você vai adorar o seu som e tudo o que você precisa é seguir alguns passos básicos.

1. DECIDA SE VOCÊ VAI COMEÇAR COM UMA PELE NOVA OU VAI AFINAR A ANTIGA

Conforme você pratica, você pode notar que o som dos tambores muda. Quanto mais você toca, mais a sua bateria precisa ser afinada. Após uso excessivo, as peles precisarão ser trocadas. As peles velhas não vão segurar a afinação e uma hora elas vão se desgastar e furar.

Existem vários tipos de peles, então qual tipo você deve usar? Cada tipo de pele produz um som diferente e algumas são mais duradouras que outras. As peles são, normalmente, feitas de diferente tipos de plástico:

De modo geral, se você toca regularmente, é uma boa ideia trocar as suas peles batedeiras entre seis meses e um ano. A caixa que é acertada com mais frequência precisará ser trocada com mais regularidade. As peles de bumbo geralmente são as que duram mais. As peles de resposta não precisam ser trocadas tanto quanto as batedeiras; você pode trocá-las na segunda ou terceira vez que trocar as batedeiras.

COMO TROCAR AS PELES

Quando for a hora de trocar as peles, as peles velhas precisarão ser removidas afrouxando os parafusos de tensão e removendo os aros. Seja cuidadoso e fique de olho em todos os parafusos de tensão e garras. Depois de remover os aros e parafusos, pegue um pano e limpe a borda do casco do tambor para remover qualquer poeira. 

Posteriormente, coloque a pele nova no casco do tambor. Você deve centralizar a pele nova para ter certeza de que ela se encaixa por igual, para que possa ser afinada para igualar a tensão em todo o tambor. Coloque o aro em cima da pele e em seguida insira os parafusos no buraco do aro e os rosqueie nas canoas. Aperte-os com os dedos até que estejam bem presos.

2. CENTRALIZE A PELE

Ao colocar uma pele nova no casco, gire-a para garantir que ela esteja centralizada no tambor. Assim que estiver centralizada, coloque o aro em cima da pele e o alinhe com as canoas na lateral do casco. Rosqueie os parafusos de tensão e os aperte com os dedos até que estejam bem presos.

 

QUANTO VOCÊ DEVE APERTAR PARA AFINAR A SUA BATERIA?

Ao afinar a sua bateria, tome cuidado para não apertar demais as peles. A maioria dos iniciantes tende a afiná-lo muito alto e “sufocar” o som do tambor. Você quer que a bateria tenha um som claro com um tom uniforme.

3. USE UMA CHAVE DE AFINAÇÃO PARA APERTAR CADA PARAFUSO DE TENSÃO EM UM PADRÃO DIAGONAL

Ao afinar as suas peles, você usará uma chave de afinação para apertar os parafusos de tensão. Usando um padrão diagonal, dê meia volta em cada parafuso, gradualmente aumentando o tom do tambor. Isso mantém a tensão uniforme em toda pele. Conforme você afina, bata levemente com a baqueta próximo à beirada da pele, usando os parafusos como guia. O tom de cada área deve ser o mesmo se a tensão estiver uniforme. 

4. ESTIQUE A PELE E REMOVA AS RUGAS À MEDIDA QUE AVANÇA

Ao começar a afinar a sua bateria, você vai precisar “assentar” a pele pressionando-a para baixo com as palmas das mãos. Pressione com firmeza, mas não com muita força. Você vai ouvir um estalo: é apenas a cola da pele estalando e isso é totalmente normal. Isso estica a pele para que ela segure melhor a afinação. Qualquer ruga na pele deve desaparecer assim que você começar a dar à pele a tensão adequada.

5. AFINE A PELE DE RESPOSTA

Ao afinar a pele de resposta, aumente a tensão até que as rugas desapareçam e haja a mesma tensão em todos os parafusos de tensão.

DICA PROFISSIONAL: BATA NA PELE DE RESPOSTA SUAVEMENTE.

Tome cuidado para não bater muito forte na pele de resposta, já que elas são bem finas e não foram feitas para serem tocadas como a pele batedeira. Se a tensão não estiver igual, você vai ouvir sons estranhos e oscilantes.

6. REPITA O PROCESSO DE AFINAÇÃO PARA A PELE BATEDEIRA

Agora vá para a pele batedeira e repita todo o processo que você seguiu para a pele de resposta. Gradualmente, afine o tambor até que esteja aproximadamente com o mesmo som da pele de resposta.

7. AJUSTE O TAMBOR PARA O TOM DESEJADO

Agora você vai precisar ajustar o tom do tambor. Os tambores produzem uma frequência fundamental quando são acertados no centro da pele. Esse é um tom diferente do que você vai ouvir quando bater próximo aos parafusos de tensão ao afinar. 

Silencie a pele oposta conforme você bate no tambor algumas vezes para ouvir o som. Ajuste a frequência fundamental até que você esteja satisfeito com o som. Agora toque o tambor sem silenciar nenhuma pele e veja se o som está mais claro e uniforme. Cada tambor tem uma gama que contém as frequências dele. Afinar essa faixa para baixo soa opaco e sem graça, enquanto afinar o tambor acima dessa gama, soa agudo e abafado.

VOCÊ DEVE AFINAR A PELE DE RESPOSTA MAIS APERTADA DO QUE A BATEDEIRA?

Existem três maneiras de afinar um tambor: pele de resposta mais alta que a batedeira, pele de resposta mais baixa que a batedeira, e ambas as peles no mesmo tom. Afinar as peles da mesma forma produz um som mais uniforme; afinar a pele de resposta mais alta que a batedeira faz com que as notas sejam ligeiramente mais altas; e afinar a pele de resposta mais baixa que a batedeira faz com que as notas sejam ligeiramente mais baixas. Experimente as faixas de afinação e encontre o som que você gosta. 

EM QUAL TOM VOCÊ DEVE AFINAR?

Embora seja possível afinar o tambor em tons específicos, a maioria dos bateristas afina em relação aos outros tambores do set. Os tons, normalmente, são afinados em quarta (as primeiras duas notas de “Here Comes the Bride”). 

Isso também depende do número de tons; kits de bateria com muitos tons podem precisar ser afinados em intervalos mais próximos para permitir que todos os tambores soem melhor e não sejam afinados além da sua faixa de frequência confortável.

Voltar ao início

OUTRAS DICAS DE AFINAÇÃO

Não há um método único e padrão para afinar o set de bateria. Muito disso se resume à preferência pessoal e ao estilo de música que você toca. Aqui estão alguns métodos e dicas que irão te ajudar a alcançar o som de bateria perfeito:

TENTE ABAFAR O TAMBOR.

O abafamento do tambor é feito quando acrescenta-se algo à pele batedeira para minimizar o harmônico indesejado do tambor. Há pequenos pedaços de plástico macio chamados de gel que podem ser colados nas peles, ou então pequenas tiras de fita adesiva são usadas. 

Baterias antigas costumavam usar silenciadores que ficavam dentro do tambor que, quando acionados, empurravam um disco de feltro para a parte de baixo da pele. Isso dá ao tambor um som mais macio com menos ataque e sustentação.

PRESERVE A SUA BATERIA PARA MANTÊ-LA AFINADA.

A manutenção regular da bateria é essencial para manter os tambores afinados. Você pode aplicar lubrificante nos parafusos de tensão para impedir que eles sejam removidos das canoas. Configure o seu kit onde seja confortável para tocar. Troque as peles quando for necessário e tente bater no centro da pele para que as bordas não estraguem.

CONSIDERE O USO DE UM AUXILIAR DE AFINAÇÃO.

Há várias ferramentas no mercado que podem ajudar a afinar a sua bateria. Elas incluem dispositivos que medem a tensão e o torque, permitindo que você afine igualmente a tensão em todo o tambor. Existem até mesmo afinadores de bateria que mostram a nota, assim como os afinadores de guitarra. 

TABELA DE AFINAÇÃO DE BATERIA

Como mencionado antes, cada tambor tem uma faixa de tons que ele pode acomodar. Às vezes, isso é chamado de tom ressonante do tambor. O tom ressonante depende do tamanho do tambor o do tipo de madeira usada. Tambores menores têm frequências ressonantes mais altas e tambores maiores têm frequências ressonantes mais baixas.

AFINANDO A CAIXA

A caixa é a parte mais alta de um set de bateria e é conhecido por ter muito ataque, mas pouca sustentação. As caixas são presas à pele de resposta e dão à bateria seu som característico. As caixas são feitas de madeira ou de metal, o que afeta bastante o seu som. Caixas de metal normalmente são mais altas e se destaca mais que uma caixa de madeira.

EM QUAL TOM A CAIXA DEVE SER AFINADA?

Embora não haja nenhuma nota padrão em que a caixa seja normalmente afinada, a maioria dos bateristas afina sua caixa entre E3 e B3 (a terceira oitava é a oitava abaixo do que é chamado C central no piano). A3 é um tom bastante comum para caixas.

DICAS PARA AFINAÇÃO DA CAIXA

Afinar a sua caixa é uma questão de preferência pessoal. Se você encontrar uma gravação de uma caixa que você queira emular, tente afinar nesse tom. Se a sua pele de caixa tiver muitos amassados e for difícil afinar, troque por uma nova.

Voltar ao início

 

AFINANDO O BUMBO

O bumbo apresenta a extremidade inferior do seu kit. Ele deve ter um som profundo e um bom ataque. A maioria dos bumbos é de 22 polegadas de diâmetro, mas bumbos menores, às vezes, são utilizados para jazz e shows menores. John Bonham, do Led Zeppelin, costumava usar um bumbo de 26 polegadas para obter um som monstruoso. 

EM QUAL TOM O BUMBO DEVE SER AFINADO? 

Bumbos normalmente são afinados mais baixo que o E grave do baixo. Comece afinando o bumbo até que as rugas desapareçam da pele. A partir daí, vá testando o som até chegar em um que você goste. Na maior parte das vezes, o bumbo é sentido tanto quanto ouvido, então considere o retorno e a sensação do bumbo ao decidir como afiná-lo.

DICAS PARA AFINAÇÃO DO BUMBO

Se falta definição no seu bumbo, afinar a pele de resposta um pouco mais alta que a batedeira vai firmar o tom. Se você move o seu set de bateria com frequência, certifique-se de verificar a afinação, já que é fácil alterar, acidentalmente, a afinação quando você a muda de lugar.

Voltar ao início

SE VOCÊ MOVE O SEU SET DE BATERIA COM FREQUÊNCIA, CERTIFIQUE-SE DE SEMPRE VERIFICAR A AFINAÇÃO.

AFINANDO OS TONS

A maioria dos sets de bateria tem dois ou três tons, mas alguns bateristas como o falecido Neil Peart, do Rush, tinha oito tons ou mais (incluindo os surdos). Se você tem dois ou três tons, você pode afiná-los em intervalos maiores. Múltiplos tons são, geralmente, afinados mais próximos, de modo que a sua bateria esteja em sua faixa de afinação “normal”.

EM QUAL TOM O TOM DEVE SER AFINADO?

Pode haver uma grande variedade de maneiras de afinar o tom. Tons pequenos (8-10 polegadas) normalmente são afinados entre E3 e B3. Tons médios (12-14 polegadas) são afinados mais baixo, e tons grandes (16-18 polegadas) são afinados mais baixos ainda. Conforme você se move na bateria, o tom baixa à medida que você toca dos tons menores para os maiores. 

O DIÂMETRO DO TAMBOR AFETA A AFINAÇÃO?

O diâmetro do tambor vai determinar o som. A maioria das baterias são kits de quatro ou cinco peças com dois ou três tons. Baterias de rock (especialmente de heavy metal), geralmente, têm tons maiores do que kits projetados para o jazz.

DICAS PARA AFINAÇÃO DE TONS

A tensão da pele de resposta é particularmente importante para afinar os tons. Se você estiver satisfeito com a frequência fundamental da pele batedeira, ajuste a pele de resposta para maximizar a ressonância do tambor.

Comece com o mesmo tom para ambas as peles e experimente os intervalos ajustando as peles de resposta para cima e para baixo. Lembre-se, é uma questão de gosto pessoal!

Voltar ao início

AFINAÇÃO DE BATERIA PARA DIFERENTES ESTILOS MUSICAIS

Diferentes estilos musicais podem pedir por diferentes afinações. Aqui estão algumas dicas básicas por gênero:

Lembre-se de usar a nossa tabela de afinação e experimente diferentes peles e afinações até que você encontre o seu som.

Depois de escolher o melhor set de bateria para você e de afiná-lo, a próxima coisa mais importante para o iniciante é aprender a tocar! Do iniciante ao avançado, a School of Rock tem ensinado milhares de alunos a tocar bateria e atingir todo o seu potencial. Desde a afinação até os rudimentos, nossos instrutores têm conhecimento e experiência para que você toque rapidamente as suas músicas de rock favoritas no palco.