Botafogo
School of Rock

CONHEÇA A School of Rock

Botafogo

Venha fazer parte da maior rede de escolas de música do mundo, que possui mais de 300 unidades e 50.000 mil alunos!

Bateria

NOTAÇÃO DE BATERIA PARA INICIANTES

Notação de bateria é uma forma de escrever músicas específicas para instrumentos de percussão. É rápido e fácil de aprender. Pense nisso como a linguagem da bateria. Se você souber como ler e escrever a notação de bateria, então você saberá como se comunicar musicalmente com os outros. 

Para ler a notação de bateria, você precisa aprender os diferentes símbolos. Esses símbolos te mostram qual parte da bateria você deve tocar e quando. Ao aprender a ler a notação de bateria, você será capaz de tocar rapidamente um ritmo ou uma batida, mesmo sem nunca ter ouvido isso antes.

O QUE É NOTAÇÃO DE BATERIA?

Notação de bateria é uma partitura diferente, embora sejam parecidas e usem alguns dos mesmos conceitos. Na partitura, os símbolos da pauta correspondem às notas. Na notação de bateria, os símbolos representam as diferentes partes da bateria (caixa, chimbal, bumbo, etc.) a serem tocadas. Isso é útil para os iniciantes aprenderem a coordenar seus membros, ajudando a desenvolver o conjunto de habilidades necessário para manter o tempo constante e tocar a parte correta da bateria. 

NA NOTAÇÃO DE BATERIA, OS SÍMBOLOS REPRESENTAM AS DIFERENTES PARTES DA BATERIA

Na notação de bateria, as notas são escritas na pauta e são separadas por linhas verticais. O espaço entre as linhas é conhecido como “compasso”. Normalmente, você vai contar as batidas enquanto toca as notas na bateria dentro de cada compasso. 

A notação de bateria tem semelhanças com a partitura, pois o compasso é contado e lido da mesma forma. Ao aprender a ler e escrever essa parte da linguagem musical, você vai desenvolver um forte senso de controle de tempo e de ritmo. 

COMO LER NOTAÇÃO DE BATERIA

Assim como a Língua Portuguesa, a notação de bateria é lida da esquerda para a direita. A pauta é composta por cinco linhas e quatro espaços, mas as notas podem ser posicionadas acima ou abaixo da pauta. As notas são colocadas na pauta com base na parte da bateria que deve ser tocada em um determinado momento. Observe abaixo que, na pauta, o bumbo está em uma posição diferente da caixa ou do prato de condução. 

Os tambores são marcados com pontos, enquanto os pratos são marcados com um “x”. Esses símbolos, normalmente, têm hastes junto a eles, o que ajuda a explicar como contar a batida em questão. 

LENDO A NOTAÇÃO DE BATERIA

Há vários símbolos que os músicos devem saber ao começar a ler a notação de bateria, especialmente se eles estão apenas começando com um kit de bateria com quatro ou cinco peças.

 

• Bumbo: A notação do bumbo fica na parte inferior da pauta. O bumbo é, normalmente, o maior tambor de um set de bateria e geralmente produz a nota mais grave. Ele é usado com um pedal.

• Surdo: A notação do bumbo fica no terceiro espaço a partir do topo da pauta. O surdo é, normalmente, a próxima nota mais grave de um set de bateria. 

• Tom 1 e tom 2: Os tons são marcados no primeiro espaço da pauta a partir do topo e na linha abaixo desse espaço. Às vezes chamado de tom agudo, esse tambor normalmente produz uma nota mais alta que o surdo e o bumbo. Muitas viradas de bateria começam com esse tambor e muitos sets de bateria têm mais de um tom.

• Caixa: A caixa, frequentemente, é considerada o tambor principal de um set de bateria. Sua notação fica no segundo espaço da pauta a partir do topo. Muitas batidas são baseadas no padrão entre bumbo e caixa. A caixa tem um som muito conhecido que vem dos fios que estão presos à sua pele de resposta.

• Condução: Esse prato normalmente é o maior em um kit de bateria e é usado pra várias finalidades diferentes. O prato de condução costuma ser batido com a ponta da baqueta para dar a sensação de condução, mas ele também pode ser usado como prato de ataque. Na pauta, ele fica na linha superior.

• Chimbal: A notação do chimbal fica na linha superior da pauta e é, frequentemente, a principal ferramenta de marcação de tempo. O chimbal é o par de pratos que são usados por um tipo exclusivo de suporte que contém um pedal. Os bateristas podem controlar o tipo de nota que é produzida ao pisar na máquina de chimbal e segurar os dois pratos juntos e então tocá-los, o que é conhecido como chimbal fechado, ou então deixá-los ricochetear um pouco um no outro, liberando a pressão com o pé, conhecido como chimbal aberto.

• Prato de ataque 1 e prato de ataque 2: O prato de ataque é um prato grande e muito alto que costuma ser usado para acentuar diferentes ritmos dentro da música. Pratos de ataque variam de tamanho e tom e contêm um grande número de diferentes estilos e sons. Esse prato difere dos outros porque costuma ser tocado com força e pode ajudar a elevar os movimentos dinâmicos de um trecho da música. Sua notação é localizada acima do chimbal, acima da linha superior da pauta. Em sets de bateria com dois pratos de ataque, o segundo prato de ataque será notado no espaço acima do primeiro prato. 

LENDO AS PAUTAS MUSICAIS PARA BATERIA

A música é frequentemente dividida em grupos de espaços pares (às vezes ímpares). Nós usamos o compasso na música para organizar os ritmos da canção nesses agrupamentos repetidos, para que assim seja mais fácil de contar ao longo da música. Para comunicar qual agrupamento nós devemos contar, usamos o que é chamado de indicação de compasso. 

LENDO AS INDICAÇÕES DE COMPASSOS

Uma indicação de compasso tem dois números exibidos como uma fração. O número superior informa quantas batidas devem ser contadas dentro de um compasso, e o número inferior mostra que tipo de nota obtém a batida (semínimas, colcheias, etc.). Pense na indicação de compasso como uma régua. Você está medindo o tempo, mais precisamente, o espaço entre as notas que você está tocando. 

Por exemplo, uma semínima em uma indicação de compasso de 4/4 representa uma batida, o que significa que você toca o tambor uma vez por batida. E uma nota inteira em uma indicação de compasso de 4/4 representa quatro batidas, o que significa que você toca o tambor uma vez a cada quatro batidas. 

Algumas das batidas da bateria mais comuns são notas inteiras, mínimas, semínimas, colcheias, semicolcheias e notas de trinta segundos. Existem tipos diferentes de tercinas que também podem ser tocadas, você tocar três notas em um espaço normalmente ocupado por duas notas.

LENDO SINAIS DE REPETIÇÃO

Um sinal de repetição indica que você deve fazer exatamente o que parece: repetir um padrão. Dito isso, há vários sinais de repetição diferentes para entender na notação de bateria.

• Barra de repetição: Muitos trechos da bateria são tocados em padrões, o que significa que são tocados mais de uma ou duas vezes seguidas. Na notação de bateria, uma barra de repetição diz ao baterista para retornar ao início do trecho e tocar a mesma parte novamente.

• Repetição de um compasso: O sinal de um compasso é parecido ao símbolo de porcentagem. Você vai ver dois pontos, um de cada lado de uma linha diagonal. O sinal de um compasso de repetição significa que deve-se repetir o compasso anterior mais um a vez e então, continuar a música. 

• Repetição de dois compassos: O sinal de dois compassos significa que deve-se repetir o compasso anterior duas vezes e então continuar. Ele é parecido com o sinal de um compasso de repetição, mas tem duas linhas ao invés de uma. Com frequência, você pode ver o número 2 escrito acima do sinal. 

COMO A NOTAÇÃO É DIFERENTE DA TABLATURA DE BATERIA?

A tablatura de bateria é uma versão simplificada da notação de bateria. Em vez de usar as notas típicas que você leria em um trecho de uma música, a tablatura de bateria usa uma série de linhas verticais e horizontais com caracteres diferentes para representar o ritmo e os padrões para o baterista tocar. Todos os bateristas são diferentes e aprendem de maneiras diferentes.

Novos bateristas podem se beneficiar do uso da tablatura de bateria para começar a aprender o básico, quase como um passo para a notação de bateria. No entanto, a tablatura de bateria é complicada por si só e é, em grande parte, uma relíquia de uma época em que os computadores não podiam suportar facilmente o layout da notação de bateria.

SABENDO COMO BATER NOS TAMBORES

Você pode tocar cada tambor de várias maneiras. Cada um te dá um resultado diferente. Os bateristas são responsáveis ​​tanto pelo controle de tempo (velocidade) quanto pelo controle dinâmico (às vezes chamado de controle de volume ou controle de sensibilidade). Existem diferentes tipos de símbolos usados ​​para dizer ao baterista quão forte ou suave deve tocar, ou de que maneira. 

TOCANDO OS TAMBORES

Há várias maneiras de bater em um tambor, dependendo do tipo de pegada que você está usando. A maneira como você segura as baquetas determina como o tambor soará quando você o acertar. Você pode usar uma pegada firme ou frouxa e pode tocar de maneiras diferentes, como a pegada tradicional ou combinada. Certifique-se de segurar as baquetas na posição correta e de equilibrá-las confortavelmente em suas mãos.

Você nem sempre precisa bater com força para aumentar o volume de um tambor; a bateria é naturalmente alta. Você pode usar os dedos polegar e indicador para controlar a baqueta enquanto usa os outros dedos para equilibrar o movimento do ataque.

O QUE É A TÉCNICA DE ACENTUAÇÃO?

Os bateristas têm a habilidade de “acentuar” diferentes partes do ritmo, fazendo certas notas soarem mais altas, mais suaves, mais graves ou mais agudas ou usando uma parte diferente do set de bateria.
Um exemplo de acentuação é quando o baterista abre o chimbal durante uma batida e o toca, e então pressiona o pedal para fechá-lo, criando um ritmo de abertura e fechamento. O símbolo de acentuação geralmente fica bem acima da nota que está sendo acentuada. 

O QUE É A TÉCNICA DE MERCATO?

A técnica de mercato é representada por uma nota tocada com mais intensidade ou mais força do que outras notas. Essa é uma boa maneira de acentuar as notas em uma batida. Ele é exibido como um símbolo vertical acima da nota pretendida escrita na página.

O QUE É A TÉCNICA DE NOTAS FANTASMAS?

Notas fantasmas são frequentemente tocadas como notas leves e saltitantes na caixa que podem soar como muitas notas rápidas tocadas em sucessão. Essa técnica é frequentemente usada em batidas para ajudar a criar movimentos mais rítmicos dentro de um trecho de uma música e pode ser tocada com a mão direita e esquerda.  

O QUE É A TÉCNICA DE FLAM?

Um flam é criado quando o baterista bate em um tambor com as duas mãos simultaneamente, enquanto posiciona as notas ligeiramente separadas uma da outra. Soam como duas notas, mas elas estão muito próximas e parecem uma única nota.

O QUE É A TÉCNICA DE REBOTE?

Um rudimento de rebote básico é tocado fazendo com que uma mão toque rapidamente duas notas no tambor, seguida por uma única batida com a outra mão. Quando tocado de maneira firme e rápida, você obterá três notas que soam próximas umas das outras. Acentue a nota final no rudimento de rebote para criar um som “completo”.

O QUE É A TÉCNICA DE RIM-CLICK?

A técnica de rim-click, ou cross-stick, é usada quando o baterista coloca a baqueta sobre o tambor e bate na borda. Você pode bater no aro usando o peito da baqueta ou pode até girar a baqueta e usar o lado inferior. Cada um emite um som diferente. Essa técnica é frequentemente usada em trechos suaves e silenciosos.

SABENDO COMO BATER NOS PRATOS

Ao configurar sua bateria, você tem muitas opções para escolher seus pratos. Dependendo do que você toca, você pode encontrar qualquer uma das seguintes técnicas ao ler a notação de bateria.

TOCANDO O CHIMBAL

O chimbal é uma das principais ferramentas de cronometragem para um baterista. Ao pressionar seu pé no pedal, você pode criar um som forte entre os dois pratos. Quanto mais você soltar a pressão no pedal, mais som "lavado" seu chimbal emitirá.

O QUE É A TÉCNICA DE CÚPULA?

Você pode usar a cúpula de um prato para acentuar uma parte mais alta. Os bateristas costumam usar o peito da baqueta para realçar o volume da cúpula.

O QUE É A TÉCNICA DE CYMBAL CHOKE?

Uma técnica de cymbal choke consiste em abafar ou silenciar um prato após ser atingido. Isso geralmente cria uma sensação “firme” na música, se executada ao lado de instrumentos diferentes. Para fazer isso, primeiro você tocará o prato normalmente (geralmente um prato de ataque) e, imediatamente, o segurará com uma de suas mãos para reduzir rapidamente seu som. 

O QUE É A TÉCNICA DE CHINA?

O china é frequentemente usado como uma alternativa para um prato de ataque alto. Parece muito pesado e “sujo". Esse prato pode ser usado para acentuar trechos altos em uma música.

O QUE É A TÉCNICA DE SPLASH?

O splash é um prato muito pequeno usado para acentuar certos trechos em uma música. Por ser pequeno, as notas não duram tanto quanto as de um prato de condução ou ataque. Portanto, esse prato pode ser usado para adicionar muita versatilidade a trechos dinâmicos mais leves na música.

O QUE É A TÉCNICA DE CHIMBAL ABERTO?

O chimbal aberto geralmente é tocado tirando o pé do pedal do chimbal e permitindo que os pratos batam um no outro. Isso normalmente é usado em trechos de música com volume alto.

O QUE É A TÉCNICA DE CHIMBAL FECHADO? 

A técnica de chimbal fechado é o oposto de um chimbal aberto: os dois pratos são pressionados firmemente um contra o outro pressionando o pedal para criar um som muito firme e nítido.

O QUE É A TÉCNICA DE CHIMBAL SOLTO?

A técnica de chimbal solto está entre a técnica fechada e aberta. Normalmente, você pressiona levemente o pedal, permitindo que os dois pratos batam um no outro, mas não tanto a ponto de ressoar por um longo tempo. Você pode usar essa técnica para criar uma dinâmica mais alta em uma peça musical.

OUTRAS TÉCNICAS DE BATERIA

Quando se trata de tocar bateria, o céu é o limite. Essas são apenas uma pequena amostra das muitas técnicas de bateria que você encontra ao ler a notação de bateria.

O QUE SÃO RULOS SUAVES?

Um rulo suave é executado batendo levemente no tambor e, em seguida, deixando a parte inferior da baqueta encostar na borda, seguido de quicar a baqueta de volta para o tambor para obter uma segunda batida. Essa técnica pode ser usada para obter mais notas com uma mão rapidamente.

O QUE SÃO RULOS ACENTUADOS?

Um rulo acentuado é igual ao anterior, mas acentua uma das notas. Você pode tocar qualquer uma das duas notas mais alta ou mais baixa do que a outra para criar um ritmo único.

DICAS PARA COMEÇAR A LER NOTAÇÃO DE BATERIA

Ao começar a ler as notas de bateria, é importante considerar seguir essas dicas úteis para que você tenha sucesso.

1. DIVIDA OS ENSINAMENTOS EM PEQUENOS TRECHOS.

Ao aprender uma nova música na bateria, divida os trechos em grupos únicos e trabalhe neles um de cada vez. Em seguida, junte-os. Essa dica vai te ajudar a memorizar as partes da música com mais rapidez.

2. VÁ DEVAGAR.

Novos bateristas precisam desenvolver a coordenação entre seus membros. Aprender bateria é um desafio tanto mental quanto físico. Um bom método para novos bateristas é praticar rudimentos e paradiddles ensinados em nossas aulas de bateria para que você possa aprender diferentes padrões de batidas de direita e esquerda na bateria.

Assim como aprender a jogar um videogame pela primeira vez, seu cérebro precisa aprender os padrões de batidas da direita e da esquerda. Isso pode levar algum tempo, então paciência é importante.

3. SEPARE UM TEMPO PARA PRATICAR TODOS OS DIAS.

Bateristas iniciantes precisam treinar seus cérebros a usar seus membros de novas maneiras. Separar um tempo todos os dias para praticar vai ajudar a reforçar bons hábitos e levará a uma melhoria mais consistente do que praticar em sessões longas e menos frequentes. 

4. CONSIDERE USAR UM SOFTWARE DE NOTAÇÃO DE BATERIA.

O software de notação de bateria é uma ferramenta útil para aprender a ler e escrever músicas. Conforme você aprende a linguagem, considere o uso de diferentes aplicativos para ajudá-lo a compreender novos conceitos por trás do set de bateria. Um metrônomo também é uma ferramenta necessária para ajudar os novos bateristas a localizar a batida e manter o tempo estável. O controle de tempo melhora muito quando o metrônomo é usado nas rotinas de prática dos alunos.

5. USE PALAVRAS PARA QUE OS RITMOS FIQUEM MAIS FÁCEIS.

Para os iniciantes, aprender a ler a notação de bateria é muito parecido com aprender um novo idioma. Use associações desde o início para lembrar o que certas coisas significam na bateria. Por exemplo, pense em uma pizza e seus ingredientes, para que consiga fazer as associações aplicáveis ​​a diferentes ritmos.

• A “pizza” pode ser usada para lembrar como tocar colcheias

• O “queijo” pode representar semínimas.

• O “Pepperoni” pode ser usado para semicolcheias,

• A “Anchova” para tercinas, etc.

PRONTO PARA COMEÇAR?

Agora que você já sabe o básico para ler uma notação de bateria para iniciantes, sabe a diferença entre ela e a tablatura de bateria e algumas técnicas fundamentais, você está pronto para começar a tocar. Do iniciante ao avançado, a School of Rock tem ensinado milhares de alunos a tocar bateria e atingir todo o seu potencial. Desde a afinação até os rudimentos, nossos instrutores têm conhecimento e experiência para que você toque rapidamente as suas músicas de rock favoritas no palco.

Os alunos da School of Rock também ganham acesso a muitas informações, incluindo  o nosso método e aplicativo Method Books and Method App, que são utilizados por nossos instrutores qualificados para ensinar música de forma completa e divertida.